DISCOGRAFIA //// BIO //// AGENDA ////
 CONTATO //// FACEBOOK //// YOUTUBE

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Let's talk about – Política e Politicagem


Sempre foquei as publicações do Sessão Sonora para a música, mas nas últimas semanas com o fervor da corrida eleitoral 2010 somada a eleição de Reitor e Vice-reitor da UENP, acabou despertando minha sensibilidade para o tema. Estou cursando o 3º Ano de História na UENP no campus de humanas (Antiga Fafija), e durante esse ano, finalmente teremos um “processo eleitoral” para eleger os cargos de Reitor e Vice.
Deixando a questão da política em si, pois tal tema pode ser apreciado com mais exatidão no blog correspondentes as chapas 1 e 2 , gostaria de deixar claro o tamanho da minha surpresa, ao notar as diversas reações que esse processo tem causado dentro da Universidade que curso, e principalmente dentro do curso de História. “Inédito”, seria a palavra adequada para definir tal situação, algumas situações totalmente inesperadas aconteceram, umas para o bem outras totalmente desnecessárias. Pela primeira vez no meus 5 anos de fafija (3º de história + 1 ano de dp + 1 ano de Letras Literatura) pude verificar uma manifestação concisa e argumentada, que foi a do dia 9 de agosto, em que alunos da FAFIJA principalmente do curso de Filosofia, foram reivindicar a grade de professores completa com a formação necessária para a validação do diploma (mais detalhes aqui!). Agora vamos aos negativos, que além de desnecessários, são em maior número.
Os ânimos exaltados acabaram proporcionando situações totalmente lamentáveis, da parte de alguns alunos que parecem não saber expor seus pitacos de forma concisa, achando mais conveniente partir para ameaças, transportando o processo eleitoral para um clima de  eleição de xerife em um sallon em pleno velho oeste. Já da parte de alguns professores, se nota um abandono dos conceitos tão debatidos no curso de história, postura do tipo “vamos por uma pedra em cima do passado, e escrever uma nova história a partir de agora” (Por favor NÉ!). No fim das contas me restam duas opções, além das poucas e boas exceções que restaram, dentro dessa “politicagem” ou os princípios se tornaram muito baratos ou está se pagando muito bem!

Fica aqui o recado!

E uma versão de Wish you were here do Pink Floyd!


Um comentário:

  1. Gostei da versão. Está cada vez mais próximo de um estilo próprio, especialmente com os contrapontos gaita / violão / voz .

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...